favicont

Conheça nossa rede de parceiros!

acesse também:

Hacker que destravou o Switch e 3DS terá que pagar indenização de US$ 14 milhões à Nintendo pelo resto da vida

Publicado em:

24/05/2023

Hacker Nintendo Switch

O hacker que destravou o Nintendo 3DS e Switch, foi sentenciado a cumprir uma pena de 40 meses na prisão, porém ele será solto mais cedo devido ao seu bom comportamento.

Entretanto, ele será obrigado a fazer reparações financeiras à Big N pelo resto de sua vida.

Bowser (sem trocadilhos ok, é o nome real dele mesmo) concordou em realizar pagamentos no valor de US$ 14,5 milhões como parte de acordos estabelecidos com a Big N para resolver os processos relacionados à divulgação e venda de métodos de desbloqueio para consoles como o 3DS e o Switch.

Sua prisão foi decretada no ano passado, mas agora ele será libertado antecipadamente devido ao seu “bom comportamento”.

Gary Bowser hacker do Nintendo Switch foi preso mas solto por bom comportamento 7 meses depois.

E nem é meme: o hacker do Nintendo SW/3DS se chama Gary Bowser.

Devido à quantia considerável, o hacker alegou sua impossibilidade de quitar a indenização integral de uma vez, resultando na determinação de que Bowser deverá destinar de 25% a 30% de sua renda mensal à Nintendo pelo resto de sua vida.

De acordo com informações do Dexerto, até agora, o hacker canadense pagou somente cerca de US$ 200 do montante devido à Nintendo.

Levando em conta a média de vida da população, é altamente improvável que ele consiga quitar a totalidade da multa.

Em fevereiro do ano passado, o Departamento de Justiça dos Estados Unidos condenou Gary Bowser, um cidadão canadense de 52 anos, por suas atividades ilícitas.

Ele estava envolvido com o grupo Team Xecuter, especializado em desbloquear consoles, e comercializava chips para a desbloquear plataformas como Nintendo Switch, Nintendo 3DS, NES Classic Edition, PlayStation Classic e Xbox.

De acordo com o Departamento de Justiça dos EUA, Bowser desempenhava o papel de “gerenciar os sites que se comunicavam com os clientes, oferecendo dispositivos à venda”.

No entanto, essa não é a primeira vez em que sites que oferecem jogos da Nintendo de forma ilegal são derrotados nos tribunais em disputas legais contra a empresa japonesa.

Em 2018, Jacob e Cristian Mathias, ex-proprietários dos sites LoveROMS e LoveRetro, foram condenados a pagar US$ 12 milhões à Nintendo por violação dos direitos autorais da empresa.

Em 2021, Matthew Storman, proprietário do site ROMUniverse, também foi condenado a pagar uma indenização de US$ 2,1 milhões para a Big N.

Recentemente, os proprietários do site DStorage, que disponibilizavam jogos de consoles antigos da Nintendo na internet para emulação, foram condenados a pagar US$ 500 mil em compensações.

Apesar dos esforços da Nintendo para combater sites que oferecem ROMs ilegalmente e gratuitamente, ainda existem dezenas de portais desse tipo ativos, o que indica que a luta da empresa contra a pirataria está longe de terminar.

E vocês o que acham de tudo isso? Seu comentário é muito importante.

Não deixe de dar sua opinião. E leia mais novidades no site.

Fonte: Dexerto

Compartilhe:

Você também vai gostar

The Legend of Zelda Ocarina of Time: 7 Fatos e Curiosidades

Chrono Trigger: Square Enix estuda ouvir fãs para saber o que querem em um remake após 29 anos do game

15 fatos e curiosidades sobre o Wii U

Rolar para cima