favicont

Conheça nossa rede de parceiros!

acesse também:

Zelda Tears of the Kingdom é criticado por criador de God of War no Twitter

Publicado em:

15/05/2023

Criador de God of War critica Zelda ToTK.

O criador de God of War, recentemente expressou suas opiniões sobre os gráficos de Zelda Tears of the Kingdom.

Apesar do jogo ter recebido críticas extremamente positivas, Jaffe criticou os visuais do jogo no Twitter.

Ele ficou surpreso que nenhuma das análises tenha mencionado os gráficos do jogo, apesar de eles não estarem de acordo com suas expectativas.

David Jaffe criador de God of War Ragnarak critica os motivos pelos quais Zelda ToTK não recebeu reviews ruins mesmo tendo alguns bugs.

David Jaffe não entende como os bugs do jogo não estão atrapalhando nas notas de review de Zelda.

Alguns usuários sugeriram que isso pode ser devido às limitações do Nintendo Switch, que não é capaz de fornecer gráficos de ponta disponíveis em consoles de jogos de última geração e PCs.

Apesar de suas limitações gráficas, Zelda Tears of the Kingdom ainda foi elogiado como um grande jogo e está disponível aqui para quem deseja se aventurar novamente por Hyrule.

Por outro lado, a própria criação de Jaffe, God of War Ragnarok, foi aclamada como uma conquista magnífica.

A sequência da Sony Santa Monica continua a história de Kratos e seu filho Atreus, levando os jogadores em uma jornada mítica em busca de respostas antes da chegada do Ragnarök. Inclusive ele já é um dos mais vendidos para PlayStation 4 & 5.

Possui também uma epopeia nórdica expansiva com uma trama excepcional, performances, música e combate incrivelmente feroz.

Além disso mergulha fundo em temas como ‘destino’, ‘sacrifício’ e o ciclo de ‘violência entre pais e filhos’. Além disso tem reviravoltas, surpresas e acenos aos mitos e melodramas, mas também tem tempo para tolices autoconscientes.

O jogo possui cerca de 28 horas para ser concluído e é uma conclusão verdadeiramente especial e grandiosa para a saga nórdica de Kratos.

Já Zelda ToTK tem foco em criação, combate inteligente e RPG não linear. Ele é a sequência de The Legend of Zelda: Breath of the Wild, com novos mecanismos, como a adição do céu e “as profundezas”.

Link e Zelda exploram o Castelo de Hyrule e encontram um corpo mumificado que se assemelha a Ganondorf. Uma nova força maligna emerge, separando o herói e a princesa, causando a suspensão de diferentes partes do mapa no ar. Cabe a Link reunir-se com Zelda e salvar Hyrule.

Apesar de serem diferentes ambos os jogos trouxeram inovações naquilo que se propuseram.

Acesse o site e leia mais novidades.

Compartilhe:

Você também vai gostar

Além da Nintendo, conheça os 5 consoles portáteis mais procuradas em 2024

Nintendo Switch 2 pode usar a V-NAND de 5ª Geração da Samsung (Rumor)

The Legend of Zelda Ocarina of Time: 7 Fatos e Curiosidades

Rolar para cima